Associação Atlética Lençoense

 

 

 

 

O Flor da Mocidade não morreu, em 1924 sob a diretoria de Bruno Brega, José Augusto Machado e Mauro Chitto, atingiu sua primeira fase áurea, transformando-se de Alvi-celestes para os Alvi-rubros do Associação Atlética Lençoense (A. A. Lençoense). (CHITTO, 1972)

Associação Atlética Lençoense – Fonte: Chitto (1972)

Na época, Mauro Chitto era vice-prefeito em exercício, coadjuvado por Bruno Brega e sob a orientação do então Deputado Dr. Elias de Oliveira Rocha, chefe do Executivo lençoense licenciado, oficializou a Praça Esportiva Municipal, proporcionando uma melhor estrutura física ao futebol, atribuindo os trabalhos a cargo do Sr. Stéfano Ghirotti. (CHITTO, 1972)

Em 1940, o Associação Atlética Lençoense deixou de existir.